Pai Nosso Que Estás Nos Céus

Comprar eBook en PDF por 10€

“Pai nosso que estás nos céus”, matriz de quatro mentiras do sagaz Mestre judeu, logo à entrada da famosa oração. “Pai”: não o conhecemos; ninguém o conhece; nem sequer um Padrasto distante. “Nosso”: de ninguém, ou apenas de alguns judeus; rejeitado pela percepção humana. “Estás”: de omnipresença inverossímil; inobservável; nunca esteve perto em qualquer emergência; improvável existência. “Nos Céus”: era na “Terra” o seu lugar quando partiu o primeiro parafuso do engenho que criou!Num mundo moralmente arruinado nascemos INOCENTES, mas aquele “Pai” enviaria o “Filho” para nos acusar transgressores do que “Ele” é arguido; a maior INJUSTIÇA do Cosmos. O “Pai” e o seu “Cristo” em coreografia de amigos numa falsa representação para a raça humana; por isso não só repreensível a religião que os projeta, mas condenável e a descartar.

Quiero publicar un libro Ver más libros