Escrevendo e desenhando por Lisboa 1

Comprar eBook en PDF por 2,50€

Escrevo poesia porque gosto de escrever poesia.E nenhuma ou poucas “artes” como ela, nos pode deixar viajar assim tão livremente pelo mundo e pelas coisas todas do mundo, como a liberdade poética nos permite. Na poesia eu sinto-me tudo: Eu em cada um e cada um em mim, sou na poesia o que quiser ser em mim e cada um pode ser em mim o que eu quiser. Como eu quiser. Saltando e soltando a verdade e a mentira em cada palavra, em cada linha, eu sou e não sou, estou e não estou ao mesmo tempo. Na poesia eu minto e escrevo verdades. Minto descaradamente em todas as verdades que escrevo. Tudo na poesia é verdade e é mentira ao mesmo tempo. É isso: na poesia eu vou de palavra em palavra saltando de diabo para anjo, do contentamento à infelicidade mais profunda e faço-o como quero, quando me dá jeito ser uma ou outra coisa ou mesmo tudo e o seu contrário a um só tempo. Quando escrevo, acompanha-me sempre de Pessoa o pensamento que trago na lapela (eu também trago coisas na lapela...): “O poeta é um fingidor. Finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente.” “Escrevendo e desenhando por Lisboa 1”é assim a modos que um caderninho (este, o primeiro de dois) feito de apontamentosescritos e desenhados, palavras, traços e pinceladas simples que falam da forma como eu amo esta cidade onde nasci.Que a leitura vos dê tanto prazer como a mim me deu escrever e desenhar.António F. Martins

Quiero publicar un libro Ver más libros